NOTÍCIAS

Entrevistas, matérias e mais

Doença periodontal: o que preciso saber para elevar minha saúde bucal

Doença periodontal: o que preciso saber para elevar minha saúde bucal

Saúde bucal não é apenas cuidar bem dos dentes, afinal os tecidos da boca também podem ser acometidos por problemas. Um exemplo é a gengiva que pode ser afetada por doenças periodontais, uma das principais causas para a perda de dentes em adultos.

Para você ficar atento aos sinais e evitar complicações, compartilho informações importantes sobre doenças periodontais.

 

DOENÇA PERIODONTAL: O QUE É?

A doença periodontal afeta o periodonto que é composto pela gengiva, ligamento periodontal e o osso alveolar. Consiste em uma inflamação ou infecção crônica que atinge os tecidos que estão ao redor do dente e o sustentam. Possui três estágios: gengivite, periodontite e periodontite avançada.

O primeiro estágio é a gengivite, uma inflamação da gengiva causada inicialmente pelo acúmulo de placa devido a uma escovação inadequada. A periodontite, o segundo estágio, é a inflamação agravada da gengiva que afeta os tecidos de sustentação dos dentes. A gengiva é afastada dos dentes, permitindo maios acúmulo de tártaro na área. Já, a periodontite avançada é o terceiro estágio. A infecção da gengiva atinge os ossos responsáveis pela sustentação dos dentes e oferece o risco de perda precoce, levando o dentista recomendar a extração dos dentes afetados.

 

SINAIS E SINTOMAS

Você sabia que é possível perceber através de sintomas e sinais que a doença periodontal está em sua fase inicial? Então, fique atento quando perceber:

– Dente amolecido;

– Gengiva inchada, vermelha, retraída ou dolorida;

– Mau hálito persistente;

– Sangramentos gengivais durante a escovação ou uso de fio dental;

– Sensibilidade.

 

DOENÇAS PERIODONTAIS PODEM AFETAR O IMPLANTE DENTÁRIO?

O implante dentário, apesar de não ser um dente natural, também pode ser afetado por doenças periodontais, que passa a ser chamado doenças periimplantares. Quando ela atinge os tecidos ao redor do implante, ela manifesta-se como peri-implantite e sem o tratamento adequado, existe o risco do implante dentário ser perdido.

 

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Através de uma análise clínica dos tecidos da boca, o profissional fica atento aos sintomas e queixas do paciente para identificar alterações e sangramentos que indicam a presença de doença periodontal.

Se constatado que há o problema e qual estágio ele está, o melhor tratamento para cada caso será indicado. Geralmente, é iniciado com a remoção da placa bacteriana e do tártaro e em casos mais avançados, a reconstrução do tecido periodontal com enxertos gengivais ou ósseos.

Como cada pessoa tem sua particularidade, é importante considerar que preservo sempre o bem-estar, a qualidade de vida e a autoestima de meus pacientes, avaliando o melhor tratamento para propiciar sorrisos duradouros.

 

MANTENHA SUA SAÚDE BUCAL EM DIA!

Prevenção é a palavra-chave para cuidar do seu sorriso e deixá-lo longe de doenças periodontais. Para ampliar sua saúde bucal, escove bem os dentes, use fio dental corretamente e visite um dentista regularmente.

A gengivite, periodontite e periodontite avançada causam muito desconforto, então ao perceber qualquer sinal, visitar um especialista em periodontia faz toda a diferença. Agende uma avaliação e mantenha a sua saúde bucal em dia!

Fim de ano está aí! Prepare-se para sorrir mais!

 

Dra. Michele Caldas, especialista em periodontia e implantodontia, Smile designer e membro efetiva da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética.